Blogger Layouts

sábado, 18 de junho de 2011

TUDO SOBRE QUENTÃO



História
Ele é a típica bebida das festas juninas. E como as comemorações em homenagem a santos como Santo Antônio, São João e São Pedro se realizam por todo o Brasil no mês mais frio do ano, foi providencial que o quentão se tornasse um ícone. Seu poder de esquentar o corpo não tem uma origem comprovada, mas sabe-se que deve ter surgido no interior dos estados de São Paulo ou Minas Gerais, onde a população rural passou a misturar pinga com gengibre e especiarias e ferver tudo ¿ criando uma bebida não apenas ótima para aguentar o inverno, mas também para aguçar o paladar.

Nutrição
O quentão mais tradicional é feito com cachaça e adicionado de um pouco de água, açúcar, lascas de gengibre descascado, cravo-da-índia e canela em pau. A bebida, depois de fervida, espalha pelo ar o cheiro doce e ao mesmo tempo picante, atiçando os frequentadores de quermesses e festas juninas de todos os formatos. Exagerar no quentão, porém, não é boa ideia. Além do álcool que pode causar embriaguez rapidamente, existe a questão do alto valor calórico. Um modesto copinho de 60 ml de quentão tem nada menos que 120 calorias.

Como fazer
A forma mais comum do quentão é aquela descrita acima, com a pinga, o açúcar, água e especiarias da época. Mas existem variantes da bebida inventadas a cada festa que se realiza. Alguns preferem, por exemplo, adicionar à fervura do quentão lascas de limão e laranja, para dar um odor diferente. Outros se inspiram no preparo do vinho quente e fazem quentão do mesmo modo, acrescentando frutas sem casca picadas, como a maçã. O sabor da cachaça ainda se sobressai dessa forma, mas o quentão fica, digamos, saborizado de maçã.

Dicas de mestre
- Usar cachaça de qualidade baixa para fazer quentão é um erro. A qualidade da pinga influencia diretamente no resultado ¿ e escolher uma cachaça de boa origem, mais envelhecida, de alambique, pode fazer a diferença entre um quentão sem graça e um drinque memorável da festa junina;

- É importante seguir uma ordem na hora de preparar o quentão. Primeiro, coloca-se o açúcar na panela. Depois é hora de adicionar o gengibre picado, o cravo-da-índia e a canela em pau. Quando o açúcar estiver quase todo derretido (mas ainda claro, sem caramelizar ou queimar), é hora de adicionar a água e só no final a cachaça. É bom, também, usar um filtro de café ou funil com peneira, para separar os pedaços depois de pronto e servir apenas o líquido;

- A proporção entre água e cachaça deve ser igualada: para cada meio litro de pinga, por exemplo, coloque meio litro de água. Senão o quentão fica tão forte que ninguém passa do primeiro gole. Ou pior: passa muito...

Nenhum comentário:

Postar um comentário